UOL Notícias Blogs
 

Blog

Cobertura política, eleitoral, pesquisas e notícias do poder

19h08 - 10/11/2011
 

China goleia Brasil em aparições na mídia internacional

Chineses aparecem em 65% da cobertura sobre os Brics...

...Brasil está em só 10% deste noticiário, aponta estudo.

Apesar de ganhar importância no cenário externo, o Brasil perde feio para a China em relevância na mídia internacional. O país é mencionado em apenas 10% do noticiário sobre os Brics, enquanto os chineses estão em 65% dos artigos.

"Brics" é o acrônimo comumente usado para designar o grupo formado (pelas suas iniciais em inglês) por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. 

A Índia também está à frente do Brasil, com 14% das citações. Os outros integrantes do grupo, Rússia e África do Sul, tem 9% e 2%, respectivamente.

Os dados são do Media Tenor, instituto americano especializado em análises de mídia. O estudo considerou notícias de jan.2010 a jun.2011 produzidas por 39 veículos jornalísticos –incluindo a revista “The Economist”, os jornais “Financial Times” e “Wall Street Journal”, e as televisões CBS, NBC, ABC, Fox, Al Jazira, Rai e BBC. Aqui, íntegra do estudo.

Quando se analisa a fatia do Brasil na mídia internacional entre os Brics, nota-se que os fatos mais noticiados sobre o país no período analisado são negativos. Os picos de aparição brasileira, segundo a Media Tenor, ocorreram em abr.2010 (enchentes no Rio de Janeiro) e em jan.2011 (enchentes no Sudeste).

O país também teve exposição acima de sua média em out.2010 e nov.2010, quando ocorreu a eleição presidencial e o Grande Prêmio de Formula 1. Nesses casos, o noticiário foi positivo, afirma o estudo.

Já os temas sobre o Brasil mais abordados pela imprensa estrangeira são acidentes, futebol, eleições, minorias e crimes não-políticos. Os maiores protagonistas de notícias sobre o Brasil são as vítimas de acidentes. Esportistas aparecem em 2º lugar e a presidente Dilma Rousseff, em 3º. O ex-presidente Lula está em 6º e a economia do país é a 9ª maior representante do Brasil no noticiário externo.

 

O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
17h05 - 09/11/2011
 

Em Brasília, 63,7% querem afastar Agnelo, diz pesquisa

Governador é suspeito de corrupção em outros cargos que ocupou...

...se eleição fosse hoje, ele estaria atrás dos defenestrados Roriz e Arruda.


Pesquisa realizada pelo instituto O&P Brasil indica que 63,7 % da população de Brasília quer que o governador Agnelo Queiroz (PT) afaste-se do cargo. O grupo se divide: 33,4% querem que o petista deixe o cargo definitivamente; 30,3% querem que o governador saia até o fim das investigações e volte se nada contra ele for provado.

O petista aparece como personagem de supostos atos de corrupção cometidos quando foi ministro do Esporte, de 2003 a 2006, e diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), de 2007 a 2010. Aqui, infográfico da “Folha” sobre as suspeitas.

O estudo do O&P, realizado de 4 a 7.nov.2011, mostra que, se a eleição fosse hoje, o atual governador teria menos votos que os ex-governadores Joaquim Roriz e José Roberto Arruda, que têm imagens fortemente vinculadas à corrupção.

Segundo a pesquisa, Agnelo teria 22,1% das intenções de voto contra 35,8% de Roriz; 35,8% dos eleitores não escolheriam nenhum candidato e 2,7% anulariam ou votariam em branco. Já Arruda teria 35,6% dos votos contra 21,8% de Agnelo. Nessa situação, 39% dos eleitores não teriam candidato e 3,7% votariam branco ou anulariam.

O estudo foi realizado presencialmente com 900 moradores do Distrito Federal. A margem de erro é de 3,3 pontos percentuais. O instituto O&P pertence ao cientista político Fernando Jorge, irmão do ex-ministro e atual dirigente do PSDB Eduardo Jorge. A pesquisa, no entanto, é independente e sem vínculos partidários, segundo o dono do instituto.

CPI e nova eleição
Outro dado do O&P é que 65% dos brasilienses quer uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar Agnelo Queiroz na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Outros 27% acham que a investigação deve ficar a cargo de outros órgãos e 7,8% não souberam responder ou não responderam a questão.

Caso Agnelo seja afastado, a maioria dos entrevistados (48,9%) disse preferir escolher o governador substituto em nova eleição a deixar o cargo para o vice-governador (opção de 26% dos entrevistados) ou para um interventor nomeado pela Justiça (opção de 16,8%).

 

O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
 

Servidora usa e-mail do BC para criticar polícia paulista na USP

mensagem ataca ação de policiais contra estudantes que ocupavam reitoria...

...órgão federal admitiu que conduta da funcionária foi irregular.

Conta de e-mail oficial do Banco Central (BC), autarquia do governo federal (PT), foi usada para disseminar mensagem crítica à Polícia Militar controlada pelo governo do Estado de São Paulo (PSDB).

Regulamento interno do BC considera a mensagem como spam e proíbe seu envio pelo endereço corporativo. A infração foi confirmada ao Blog pela assessoria de imprensa do banco.

Enviado às 9h31 de ontem (8.nov.2011), o e-mail escrito por Ormina de Almeida Ferreira repassou noticia e foto sobre a reintegração de posse realizada pela PM de São Paulo contra estudantes que ocupavam o prédio da reitoria da USP. Sobre o fato, a funcionária comentou na mensagem: “Um absurdo, uma operação a essa hora... Cadê os direitos humanos, meu Deus?”, escreveu a funcionária.

Ormina tem cargo de chefia no BC. Segundo dados do Portal da Transparência ela é “chefe de subunidade” –trabalha em Salvador, na Gerência de Organização do Sistema Financeiro. Acima dela, de acordo com a assessoria de imprensa do banco, estão os chefes de departamento, os diretores e o presidente da instituição.

O Banco Central não quis comentar o caráter político da mensagem enviada por Ormina, nem colocá-la em contato com o Blog. Alegou que ela não é porta-voz da autarquia.

A assessoria reconheceu, no entanto, que a mensagem enviada pela funcionária não poderia ser enviada pelo endereço corporativo. Pode-se, segundo a assessoria, enviar mensagens para quem não trabalha no BC, mas não para quem não as solicitou.

Cabe à comissão de ética do BC decidir por eventual punição proporcional à gravidade da infração, estabelecida no Regulamento de Segurança em Tecnologia da Informação do Banco Central, informou a assessoria.

 

O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
08h49 - 07/11/2011
 

Índios do Paraguai viram "brasileiros" para receber Bolsa Família

Indígenas da Colômbia e do Peru também usam o mesmo artifício e têm acesso ao benefício

Uma certidão de nascimento especial concedida pela Funai (Fundação Nacional do Índio) tem permitido que índios paraguaios, colombianos e peruanos obtenham documentos necessários para receber o Bolsa Família. A informação é de reportagem publicada pelo jornal “Correio Braziliense” neste domingo (6.nov.2011).

Segundo o texto, a certidão da Funai –chamada Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani)– é facilmente obtida por índios nascidos fora do Brasil. Com o documento, pode-se conseguir a certidão de nascimento tradicional em um cartório de registro civil. “A partir daí, todos os documentos se tornam possíveis: Carteira de Identidade, CPF e título de eleitor”.

A Funai não considera o golpe abrangente e tenta elaborar um banco de dados com informações dos índios, publicou o jornal. O coordenador de proteção social da Funai afirmou, segundo o “Correio”, que o fato de um indígena nascer em país vizinho não é relevante para a etnia porque “os limites internacionais foram marcados pelos brancos”.

Já o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) afirmou, em nota, que “se o cidadão está documentado como residente no território nacional e preenche todos os requisitos para ser incluído no Cadastro Único e sendo a documentação autêntica, o gestor municipal não pode negar o cadastramento e o MDS não pode impedir que ele seja selecionado como beneficiário do Bolsa Família”.

 

O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
 

Poder e política na semana – 7 a 13.nov.2011

Outra semana que começa com repercussão de escândalo no governo. Dessa vez o foco está no Ministério do Trabalho, dirigido por Carlos Lupi (PDT).

E a caso do Ministério do Esporte ainda rende. Após saída de Orlando Silva (PC do B) do comando da pasta, o DEM pede nesta 2ª feira (7.nov.2011) o impeachment do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), relacionado ao escândalo.

A presidente Dilma Rousseff começa a semana reunindo líderes da base aliada no Congresso e alguns ministros. Na tarde de 2ª feira, falarão sobre a votação da DRU, que deve começar nesta semana na Câmara.

Na 3ª feira (8.nov.2011), a presidente vai a Porto Alegre. Na 4ª (9.nov.2011), ao Recife.

Redistribuição dos royalties do petróleo também é tema quente da semana. Na 5ª (10.nov.2011) Sérgio Cabral e Eduardo Paes, ambos do PMDB, incentivarem manifestação no Rio de Janeiro contra perda de recursos. Haverá até ponto facultativo para funcionários públicos engrossarem o ato. No mesmo dia, deve haver ato semelhante no Espírito Santo.

Ainda na 2ª feira, o PSDB faz um encontro no Rio de Janeiro. Organizado pelo Instituto Teotônio Vilela, o evento reunirá FHC e ex-presidentes do Banco Central, associados à criação do Real.

Na 3ª feira (8.nov.2011), a Câmara dos Deputados deve receber Ricardo Teixeira  e Jerome Valcke, presidente da CBF e secretário-geral da Fifa, respectivamente. Vão falar sobre preparação para a Copa de 2014 e para a Copa das Confederações de 2013. O presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), dará almoço para a dupla na residência oficial.

Na 4ª feira (9.nov.2011), está na pauta do STF julgamento sobre a constitucionalidade da lei da Ficha Limpa. Decisão do tribunal pode comprometer ou garantir a aplicação da lei nas eleições de 2012. Antes disso, na 2ª feira, o Senado decide sobre posse de Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), beneficiado pela decisão que invalidou a Ficha Limpa para as eleições de 2010.

Na 6ª feira (11.nov.2011), o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), vai a Vitória (ES) lançar candidatura do ex-governador Paulo Hartung (PMDB) para prefeito da cidade.

No domingo (13.nov.2011), o ex-presidente Lula é esperado na entrega do Troféu Raça Negra, que ocorre na Sala São Paulo. Nos próximos dias, o petista deve também conversar presencialmente com Marta Suplicy, que aceitou desistir de disputar a Prefeitura de São Paulo em 2012.

Para ficar de olho: o TSE ainda tem pendências com relação a pedidos de cassação de governadores eleitos em 2010.

A seguir, o drive político da semana:


Segunda (7.nov. 2011)
Dilma e o dinheiro da União – às 15h, no Palácio do Planalto, presidente reúne líderes do governo e ministros. Falam sobre a votação da prorrogação da Desvinculação de Receitas da União (DRU) até o fim de 2015. São 20% do orçamento para o Planalto usar como quiser.

Gleisi Hoffmann em Foz do Iguaçu – Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap) aguardava presidente Dilma na abertura de sua 21ª Convenção. Mas a enviada do Planalto é a ministra da Casa Civil. Começa às 20h.

Crise econômica – primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, fez acordo com a oposição e começa a semana fora do cargo. País agora deve compor novo governo.

Ficha suja – Mesa Diretora do Senado decide sobre posse de Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), beneficiado pela decisão do STF que invalidou a lei da Ficha Limpa para as eleições 2010. Wilson Santiago (PMDB-PB), que deve perder a vaga, quer que a Casa aguarde resultado de um recurso.

PSDB no Rio – Instituto Teotônio Vilela organiza evento do partido com participação de FHC e dos ex-presidentes do Banco Central Pérsio Arida, Armínio Fraga e Gustavo Franco.

Impeachment de Agnelo – DEM protocolará pedido na Câmara Legislativa do Distrito Federal. O governador, do PT, é suspeito de irregularidades em sua gestão no Ministério do Esporte.

Mudança na Anatel – às 16h, toma posse como presidente da agência o conselheiro João Rezende, no Espaço Cultural Renato Guerreiro, em Brasília. Participam o ministro Paulo Bernardo (Comunicações) e o antecessor, Ronaldo Sardenberg.

Orçamento e aposentados – presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), reúne-se com o senador Vital Rêgo (PMDB-PB) e o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), presidente e o relator da Comissão Mista de Orçamento. Discutem aumento para os aposentados.

Miriam Belchior em Paris – dá palestra sobre o panorama da economia brasileira e áreas prioritárias da construção civil. Evento faz parte da Batimat, exposição Internacional de Construção.

Tombini na Suíça – presidente do Banco Central participa de reuniões bimestrais com presidentes de bancos centrais de outros países no BIS (Banco de Compensações Internacionais).

Haddad e Amorim em Brasília – ministros da Educação e da Defesa entregam prêmio para a Melhor Gestão do Projeto Soldado-Cidadão e assinam acordo para ampliar o nº de atendidos.

Agnelo e Ana de Holanda – ministra da cultura recebe governador de Brasília. Participa da reunião o presidente do Instituto Brasileiro de Museus, José do Nascimento Junior.

Patriota na Venezuela – em Caracas, ministro das Relações Exteriores, vai a reunião sobre o programa habitacional local. Parte da cooperação prestada pela Caixa Econômica Federal.

Wagner e a ONU – governador da Bahia recebe Josette Sheeran, diretora executiva do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas. Inauguram novo centro de excelência contra a fome.

Congresso em Foco – site lança revista semestral e faz cerimônia anual de entrega do prêmio Congresso em Foco. Às 20h, no Porto Vittoria, em Brasília.

Segurança alimentar – 4ª conferência nacional sobre o tema, em Salvador, terá participação do ministro da Pesca e Aquicultura, Luiz Sérgio.

Sociedade da Informação – em Brasília, até 8.nov.2011, o 4º Diálogo Brasil-União Europeia Sociedade da Informação. Está no calendário do Itamaraty.

Fiesp e saneamento básico – entidade realiza seminário sobre o assunto a partir das 8h30. Convidado o secretário nacional de Saneamento do Ministério das Cidades, Leodegar Tiscoski –recentemente associado a escândalo do PP e do Ministério.

Pelé no “Programa do Jô” – gravação de entrevista que a Globo deve transmitir em 11.nov.2011.

Serviços – FGV divulga sondagem sobre o setor.

Jô Soares no “Roda Viva” – TV Cultura transmite ao vivo entrevista com o artista. Começa às 22h.


Terça (8.nov.2011)
Dilma em Porto Alegre – deve reunir-se com o presidente do Uruguai, José Mujica. Estará com o governador Tarso Genro (PT).

Ricardo Teixeira  e Jerome Valcke na Câmara – presidente da CBF e secretário-geral da Fifa devem falar sobre preparação para a Copa de 2014 e para a Copa das Confederações de 2013 na Comissão Especial da Lei Geral da Copa do Mundo. Começa às 9h.

Ricardo Teixeira , Jerome Valcke e Marco Maia – presidente da Câmara dá almoço na residência oficial para a dupla.

Dinheiro de publicidade do governo – Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara discute o tema. Convidou a ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Helena Chagas, e o presidente do TCU, Benjamin Zymler.

Votações na Câmara – o tema da semana é a Desvinculação de Receitas da União, que deve ser votada em sessão extraordinária, em primeiro turno. Também há Medidas Provisórias na pauta da Casa.

Orçamento 2012 – no Congresso, comissão encarregada do assunto se reúne às 14h30. Deve discutir e votar relatório preliminar do Orçamento.

Alckmin e João Dória – governador de São Paulo fala sobre possibilidades de investimento em seu Estado para empresários do grupo Lide.

Inovação – Ipea divulga pesquisa sobre “tecnologia, produção e comércio exterior”. Às 14h, em Brasília.

Defesa cibernética – até 10.nov.2011, em Brasília, o Ministério da Defesa promove seminário sobre o assunto. Participam especialistas da Otan e do MIT.

Inflação – FGV divulga IGP-DI e IPC-S.

Indústria – FGV divulga sondagem sobre o setor. IBGE publica pesquisa sobre a produção física regional do setor em setembro. CNI divulga seus Indicadores Industriais.

 
Quarta (9.nov.2011)
Dilma no Recife – vai a solenidade do Ministério da Cultura de entrega da Ordem do Mérito Cultural (19h, no Teatro de Santa Isabel). Janta com o governador Eduardo Campos e inaugura obras.

Ficha Limpa no STF – julgamento sobre a constitucionalidade da lei está na pauta do Supremo Tribunal Federal. Com a vaga deixada por Ellen Gracie ainda não preenchida, há risco de empate: a corte está com 10 ministros.

Tombini na Câmara – presidente do Banco Central vai a audiência da Comissão Mista de Orçamento, às 15h. Fala sobre as metas da política monetária.

Gilmar Mendes nas livrarias – ministro do STF lança o livro “Estado de Direito e Jurisdição Constitucional”, com decisões tomadas por ele na Corte. A partir das 19h na Biblioteca do Supremo.

Justiça Eleitoral e biometria – Tribunal Superior Eleitoral abrirá licitação para adquirir kits biométricos. Está recadastrando eleitores para identifica-los com biometria nas próximas eleições.

Inelegibilidade – Comissão de Constituição e Justiça da Câmara discute o PLP 14/11, que estabelece que o governador, o prefeito ou servidor público que tiver contas rejeitadas por improbidade administrativa, em decisão irrecorrível de Tribunal de Contas, só torna inelegível depois de confirmação da decisão por sentença definitiva de órgão judicial colegiado. Convidados Benjamim Zimler, do TCU, Ophir Cavalcanti, presidente da OAB e Dom Raymundo Damasceno Assis, secretário-geral da CNBB.

Inflação – Fipe divulga IPC referente ao período de 8.out a 7.nov.2011. FGV divulga IPC-S Capitais.

Agricultura – IBGE púbica levantamento sobre a produção do setor.

Sessão do Cade – Conselho Administrativo de Defesa Econômica faz julgamentos a partir das 10h.


Quinta (10.nov.2011)
Royalties do petróleo – no Rio, o governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes investem pesado contra a redistribuição dos recursos. Organizam manifestação na Cinelândia contra a medida e esperam 150 mil participantes. Haverá transporte público grátis e ponto facultativo para funcionários públicos.

Estabilidade financeira – na agenda do presidente do BC: reunião do Comitê de Estabilidade Financeira (Comef), na sede do banco, em Brasília.

PCB na TV – partido nanico tem 5 minutos contínuos em rede nacional, pagos com dinheiro público. Das 20h às 20h05, no rádio, e das 20h30 às 20h35, na TV. Na próxima semana (17.nov.2011) é vez do PSL.

Pedro Simon nas livrarias – em Porto Alegre, senador do PMDB-RS lança o livro “Sobre o país que queremos”.

Brasil x Gabão – seleção brasileira joga no Estádio Nacional Libreville, no Gabão. Às 16h, pelo horário do Brasília.

Inflação – FGV divulga IGP-M Primeiro Decêndio.

Comércio – IBGE apresenta pesquisa sobre o setor referente a setembro.

Juros na Inglaterra – Banco Central inglês decide sobre eventuais mudanças nos parâmetros do juro básico.


Sexta (11.nov.2011)
Lula e a Venezuela – ex-presidente deveria visitar o colega Hugo Chávez, que anunciou a viagem do brasileiro antes da descoberta do câncer. Todas as viagens do petista estão canceladas até o fim de janeiro de 2012.

Temer e as eleições 2012 – vice-presidente da República vai a Vitória (ES) lançar candidatura do ex-governador Paulo Hartung (PMDB) para prefeito da cidade.

Pelé no Jô – Globo deve transmitir entrevista de Jô Soares com o ex-jogador.

Inflação – FGV divulga IPC-C1. IBGE publica IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Emprego – IBGE anuncia dados da pesquisa mensal sobre o tema.


Domingo (13.nov.2011)
Lula em São Paulo – antes de iniciar tratamento contra o câncer, ex-presidente havia confirmado presença na entrega do Troféu Raça Negra, que ocorre na Sala São Paulo.

 

O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
02h52 - 06/11/2011
 

Sistema de gestão de convênios está em dia, diz órgão responsável

Serviço de processamento de dados respondeu a críticas feitas pelo chefe da CGU

Em nota divulgada neste sábado (5.nov.2011), o Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) negou estar atrasado em relação à implementação do sistema digital de acompanhamento de convênios do governo.

O texto do órgão afirma que “todas as implementações de módulos do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv) respeitam integralmente os prazos estabelecidos pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG)”.

A nota foi divulgada em resposta a declarações do ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage. Em entrevista ao UOL e à Folha de S.Paulo ele disse que o Serpro “não tem dado conta” da demanda dos ministérios por seus serviços. Uma das falhas, segundo Hage, seria justamente a implementação do Sincov.

Abaixo, os melhores trechos e a íntegra da participação do ministro Jorge Hage no programa “Poder e Política – Entrevista”, uma parceria do UOL e da Folha. Aqui, página especial com vídeo e trancrição de todas as entrevistas já feitas pelo programa.



Por Fernando Rodrigues
Perfil

Fernando Rodrigues, jornalista, nasceu em 1963. Fez mestrado em jornalismo internacional na City University, em Londres, Reino Unido (1986).

Na Folha desde 1987, foi repórter, editor de Economia, correspondente em Nova York (1988), Tóquio (1990) e Washington (1990-91). Na Sucursal de Brasília da Folha desde 1996, assina a coluna "Brasília", na página 2 do jornal, às quartas e sábados.

Mantém uma página de política no UOL desde o ano 2000 - com informações estatísticas e analíticas sobre eleições, pesquisas de opinião e partidos políticos. Em 2007/08 recebeu uma fellowship da Fundação Nieman, na Universidade Harvard (Cambridge, MA, nos Estados Unidos).

Regras de uso

Busca
Neste blog Na Web

Histórico