UOL Notícias Blogs
 

Blog

Cobertura política, eleitoral, pesquisas e notícias do poder

21h40 - 02/08/2011
 

Governo faz carga em 3 nomes para melar CPI

Já há 3 possíveis defecções na lista de 27 assinaturas pró-CPI dos Transportes: João Durval (PDT-BA), Reditário Cassol (PP-RO) e alguém do PMDB.

Hoje (2.ago.2011) a oposição protocolou o pedido de abertura de CPI. Amanhã (3.ago.2011) o pedido deve ser lido em plenário. Só então as assinaturas de apoio serão conferidas e haverá um prazo até a meia-noite para que adesões sejam retiradas ou incluídas.

A oposição trabalha no limite das suas forças. O governo passará um rolo compressor e submeterá alguns dos signatários ao vexame de recuar.

Nem oposição nem governo devem anunciar seus trunfos antes da última hora do prazo permitido –amanhã, à meia-noite. Assim, o adversário fica sem tempo para reagir.

Mas agora à noite estava quase certo que 3 signatários devem recuar do apoio dado à CPI.

No caso do senador João Durval (PDT-BA), ele tinha algumas reclamações da época em que Alfredo Nascimento era ministro dos Transportes. Emissários do Planalto já conversaram com o político baiano e sua retirada da lista da CPI é dada como certa.

No caso de Reditário Cassol (PP-RO), o governo vai falar com o titular da vaga, Ivo Cassol (PP-RO), que acabou de entrar em licença para tratar da saúde. Reditário é pai de Ivo e seu primeiro suplente. Tem 75 anos.

A impressão do governo é que uma conversa de Ivo com seu pai será suficiente para que o atual ocupante da cadeira de senador retire o apoio à CPI dos Transportes.

Por fim, um dos 4 signatários do PMDB será abordado para também retirar a assinatura.

Nesse quadro idealizado pelo Planalto a oposição ficaria com dificuldades para encontrar 3 novas adesões para instalar a CPI. Há 2 nomes possíveis para aderir ao projeto: Casildo Maldaner e Luiz Henrique, ambos do PMDB de Santa Catarina e sempre críticos ao Planalto. Mas ainda assim ficaria faltando uma assinatura.

No momento, o quadro parece um pouco anômalo, pois 15% da base governista está traindo o governo ao apoiar a CPI dos Transportes. É que o PSDB e o DEM tiveram apoio de 9 senadores de partidos governistas.

Na lista de 27 nomes a favor da CPI (por enquanto), só há 17 senadores da oposição (10 do PSDB, 5 do DEM e 2 do PSOL). Outros 9 senadores pertencem a partidos aliados a Dilma Rousseff. E Sérgio Petecão, do PMN-AC, completa a lista. O PMN é uma sigla nanica e não alinhada a nada.

Dilma tem oficialmente 62 senadores a seu favor –considerando-se que os 6 integrantes do PR que vão sair do bloco do governo ainda apoiam o Palácio do Planalto. Os 9 que aderiram à CPI representam 15% dessa bancada de 62 senadores supostamente governista.

Amanhã será o primeira grande teste político de Dilma no Senado, tentando patrolar a oposição e sufocar assim a iniciativa de instalação de uma CPI.

Abaixo, quadro com os nomes dos senadores que deram nome para a abertura da CPI dos Transportes no Senado até hoje (2.ago.2011). Mais abaixo, lista dos 81 senadores, separados entre partidos governistas, oposicionistas e ambíguos (que não têm posição).


 

 

 

O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
 

Ricos nos EUA leem jornal e revistas em papel

previsão da morte dos meios tradicionais é prematura, diz pesquisa

A maioria dos americanos com amplo acesso às novas tecnologias prefere consumir informação em seus formatos originais, como TV e veículos impressos. O dado é de uma pesquisa da Ipsos, empresa especializada em estudos sobre mídia e marketing. O levantamento foi divulgado pelo site AdAge.

Segundo o estudo, 86% dos americanos com maior poder de compra leem jornais no formato impresso. Apenas 39% o fazem no computador e 14%, em smartphones. Com as revistas, o comportamento se repete: 93% as leem em papel e 27%, no computador. Programas de TV são vistos na plataforma tradicional (aparelho de TV) por 94%. Só 23% os assistem no computador.

 

 

Para chegar ao resultado foram entrevistados, de março a maio de 2011, mil internautas com renda familiar anual de, pelo menos, US$ 100 mil. Isso representa, segundo o texto do AdAge, “os 20% dos americanos que detêm cerca de 60% da renda dos EUA”.

Outro dado do Ipsos diz que o aparelho de TV ainda é o maior responsável pelo consumo de informação dos americanos mais ricos. Questionados sobre como acompanharam a morte de Osama Bin Laden, por exemplo, 70% responderam que foi pela TV e 40%, pelos jornais impressos. O mesmo ocorreu com o terremoto, tsunami e crise nuclear do Japão: 76% acompanharam a repercussão pela TV e 49%, pelos jornais impressos.

Veículos tradicionais têm até mesmo aceitação entre os jovens ricos. Dos entrevistados com idade de 18 a 34 anos, 88% leem revistas em papel. Só 35% o fazem via internet. E 70% leem jornais impressos, enquanto 54% os leem on-line.

Vídeos são vistos por 94% dos jovens na TV e por 35% em computadores. Por fim, mesmo com a difusão dos tablets e smartphones, os jovens ainda preferem acessar websites em seus computadores, diz a pesquisa. Essa plataforma tradicional é usada por 93% e só 38% usam smartphones para ver as páginas.

 

 

 

O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
09h16 - 01/08/2011
 

Poder e política na semana – 1º a 7.ago.2011

Brasília volta (ou deveria voltar) ao trabalho hoje com o fim das férias de deputados, senadores e juízes.

Nesta 2ª feira (1º.ago.2011) a presidente Dilma Rousseff faz uma reunião de coordenação com alguns de seus ministros às 10h, no Planalto. Na 3ª (2.ago.2011) ela vai a São Paulo lançar a nova política para o setor industrial. Na 6ª (5.ago.2011) vai a Juazeiro, na Bahia, entregar unidades do Minha Casa Minha Vida.

Na 3ª (2.ago.2011) o ex-ministro Alfredo Nascimento discursa na tribuna do Senado para marcar seu retorno à Casa. Pode falar sobre a faxina de Dilma em seu gabinete.

Também na 3ª feira, Dilma e seu ministro Fernando Pimentel devem anunciar uma nova política industrial.

A oposição continuará tentando convocar gente do governo para depor na Câmara e no Senado. A lista inclui o novo ministro dos Transportes, Paulo Passos, mas também os  ministros Afonso Florence (Desenvolvimento Agrário), Edson Lobão (Minas e Energia), Wagner Rossi (Agricultura), Mário Negromonte (Cidades) e dirigentes de órgãos relacionados a essas pastas. Quer questioná-los sobre irregularidades em suas áreas.

Outra minicrise continua reverberando: a declaração do ministro Nelson Jobim (Defesa) que disse ter votado em José Serra (PSDB) na estreia do programa “Poder e Política – Entrevista”, da Folha e do UOL. Ele dá entrevista nesta 2ª feira para o “Roda Viva”, da TV Cultura.

Apesar do fim das férias, a pauta da Câmara já está trancada por 6 Medidas Provisórias. No Senado, 2 MPs também trancam a pauta.

Fora de Brasília, Lula ganha os holofotes na 5ª feira (4.ago.2011) ao abrir o Fórum de Investimentos Colômbia-Brasil, em Bogotá. Também estarão lá o presidente colombiano Juan Manuel Santos e os governadores Geraldo Alckmin (PSDB-SP), Sérgio Cabral (PMDB-RJ) e Eduardo Campos (PSB-PE), além de empresários brasileiros. Na 6ª (5.ago.2011) a cúpula do PT faz reunião no Rio.

A seguir, o drive político da semana:


Segunda (1.ago.2011)
Dilma reúne ministros – às 10h, faz reunião de coordenação. Às 15h, recebe Wagner Bittencourt, ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil.

Jobim no “Roda Viva” – ministro da Defesa dá entrevista para a TV Cultura. Vai ao ar às 22h15. Deve falar sobre a revelação que fez na estreia do “Poder e Política – Entrevista”, do UOL e da Folha: “eu votei no Serra”, afirmou.

Ideli e o Congresso – ministra da Articulação se reúne com líderes da base para discutir prioridade de votações no 2º semestre.

Partido do Kassab – prefeito de São Paulo tem 67 dias para formalizar seu partido na Justiça Eleitoral. Se até 7.out.2011 isso não acontecer, a nova sigla não terá candidatos em 2012.

Dívida dos EUA – semana começa com expectativa sobre o acordo anunciado por Obama entre os partidos Democrata (governo) e Republicano (oposição) para afastar risco de moratória. País está endividado até o limite legal (US$ 14,3 trilhões) e precisa aumentar esse teto para honrar compromissos a partir de 2.ago.2011.

Tombini em Minas – presidente do Banco Central recebe medalha da Inconfidência Mineira do governo mineiro às 15h30. Antes, almoça na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais.

Governadores do Centro-Oeste – reúnem-se em Cuiabá, capital do Mato Grosso.

Volta do JudiciárioSTF encerra férias com sessão plenária extraordinária, às 14h. TSE tem sessão às 19h.

Fiesp e a agricultura – entidade recebe o Diretor de Planejamento da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE), Arnaldo Carneiro Filho, para discutir o tema.

Mídia e religião – bispo Edir Macedo, da Rede Record e da Igreja Universal do Reino de Deus, convida para um período de “abstinência midiática”. De 1º a 21.ago.2011, ele quer que os fieis não vejam, leiam nem escutem qualquer informação que não seja religiosa.

Inflação – FGV divulga IPC-S.

Balança comercial – Ministério da Indústria e Comércio Exterior divulga dados do mês de julho. Confederação Nacional da Indústria apresenta sondagem sobre exportação.

Pearl Jam no Brasil – começa a venda de ingressos para o público em geral. Banda americana fará shows em São Paulo (4.nov), Rio (6.nov), Curitiba (9.nov) e Porto Alegre (11.nov).


Terça (2.ago.2011)
Dilma e a indústria – lança nova política para o setor. Nome provisório: “Brasil Maior”. Idéia é compensar a indústria pelas perdas ocorridas por causa do real valorizado. Participam os ministros Fernando Pimentel (Indústria e Comércio Exterior), Mantega (Fazenda) e Mercadante (Ciência e Tecnologia). Tirando a CUT, as 5 outras centrais sindicais anunciaram ter recusado convite para comparecer ao evento. Reclamam de “falta de diálogo”.

Lula, Haddad e os livros – o ex-presidente e o ministro da Educação foram convidados para a Festa Literária de São Bernardo do Campo, que ocorre até 14.ago.2011.

Crise dos Transportes – Alfredo Nascimento (PR-AM), que perdeu o cargo de ministro no auge do escândalo, reassume posto de senador e discursará na tribuna.

Crise e o PR – ainda sobre os Transportes: o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), convocou reunião de cúpula do PR para discutir o assunto. Convidou Luiz Antonio Pagot, que deixou o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

Votações na Câmara – na volta do recesso, 6 Medidas Provisórias trancam a pauta. A primeira (MP 530) libera dinheiro da União para recuperar escolas públicas atingidas por catástrofes. Outra MP da lista (MP 534) reduz preço de tablets produzidos no país. Está em regime de urgência a votação do projeto de lei 1209/11, que cria o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Votações no Senadopauta trancada por 2 MPs. A MP 528, que prescreve em 7.ago.2011, reajustou em 4,5% ao ano os valores da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física. A MP 529, que vence em 18.ago.2011, reduziu a alíquota paga pelo microempreendedor individual para a Previdência Social.

PDT na TV – partido do deputado Paulinho da Força e do ministro Carlos Lupi (Trabalho) tem 5 minutos em rede nacional, divididos em inserções de 30 segundos ou 1 minuto. Terá de novo em 4, 6 e 9.ago.2011.

Tombini na Bolsa – às 10h15, vai à Bovespa para lançamento do ValorInvest. Em seguida, almoça no Terraço Itália com o Gruppo Esponenti Italiani (GEI).

Indústria – IBGE publica pesquisa mensal sobre a produção do setor.

Inflação – FGV divulga IPC-S Capitais.


Quarta (3.ago.2011)
Dilma e Pimentel em SP – presidente e ministro participam da 4º Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria, realizado pela CNI, em São Paulo, no Sheraton WTC. Pesos pesados da indústria ouvirão da presidente explicações sobre a medidas tomadas para incentivar a produção de manufaturados.

Projeção do PIB – Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulga sua estimativa para a economia em 2012, levando em conta a alta dos juros. Transmissão via internet a partir das 14h30, pelo link www.itv.netpoint.com.br/tamer.

Protesto no Pacaembu – as centrais sindicais (menos a CUT) vão cobrar diminuição da jornada de trabalho e fim do fator previdenciário em frente ao estádio, em São Paulo. O MST participa da manifestação cobrando reforma agrária. Na próxima semana (10.ago.2011) o barulho deve ser em Brasília para pressionar o Congresso a votar pelas mudanças.

Indústria – IBGE divulga índice de preços ao produtor relativo ao setor.


Quinta (4.ago.2011)
Lula na Colômbia – abre o 1º Fórum de Investimentos Colômbia-Brasil, em Bogotá, junto com o presidente colombiano Juan Manuel Santos. Entre os palestrantes do evento, os governadores Geraldo Alckmin (PSDB-SP), Sérgio Cabral (PMDB-RJ) e Eduardo Campos (PSB-PE). O ministro Paulo Bernardo (Comunicações, PT-PR) também falará. Participam ainda os empresários José Sérgio Gabrielli (Petrobrás), Jorge Gerdau (Grupo Gerdau), Guilherme Leal (Natura), André Esteves (BTG Pactual) e  Marcelo Odebrecht (Grupo Odebrecht).

Lula na internet – no Rio, PT lança site reformulado. Ex-presidente terá coluna semanal.

Carvalho, Patriota e a “sociedade civil” – ministros da Secretaria-Geral da Presidência e das Relações Exteriores participam de evento no Itamaraty. Começa às 14h30.

PDT na TV – partido tem 5 minutos em rede nacional, divididos em inserções de 30 segundos ou 1 minuto. Terá de novo em 6 e 9.ago.2011.

PTC na TV – partido do estilista Ronaldo Ésper tem 5 minutos contínuos em rede nacional. No rádio, das 20h às 20h05, e na TV, das 20h30 às 20h35. Na próxima semana (11.ago.2011) é vez do PSDC, do Ey-ey-eymael.

Cesta básica – Dieese apresenta novo estudo sobre custo de vida.

Inflação – Fipe divulga IPC referente a jul.2011.

Serviços – FGV publica estudo sobre o setor.


Sexta (5.ago.2011)
Dilma na Bahia – em Juazeiro, entrega casas do Minha Casa Minha Vida.

Crise nos Transportes – terminariam as férias de Luiz Antônio Pagot. Mas ele já perdeu o cargo de diretor-geral do Dnit.

Cúpula do PT – diretório do partido se reúne no Rio.

Eleições 2012 – Tribunal Superior Eleitoral (TSE) faz audiência pública para discutir temas ligados à votação.

Crimes de fronteira – Brasil e Colômbia assinam acordo para seus militares atuarem em conjunto nas regiões fronteiriças.

Inflação – IBGE divulga índices de preços ao consumidor e da construção civil. Dieese publica pesquisa sobre custo de vida na cidade de São Paulo.


Sábado (6.ago.2011)
PDT na TV – partido tem 5 minutos em rede nacional, divididos em inserções de 30 segundos ou 1 minuto. Terá de novo em 9.ago.2011.


Domingo (7.ago.2011)
Ellen Gracie deixa o STF – quando começar a próxima semana, em 8.ago.2011, saída da ministra será oficializada. Pela compulsória, ela se aposentaria só em fevereiro de 2018.


O blog no Twitter.

Por Fernando Rodrigues
Perfil

Fernando Rodrigues, jornalista, nasceu em 1963. Fez mestrado em jornalismo internacional na City University, em Londres, Reino Unido (1986).

Na Folha desde 1987, foi repórter, editor de Economia, correspondente em Nova York (1988), Tóquio (1990) e Washington (1990-91). Na Sucursal de Brasília da Folha desde 1996, assina a coluna "Brasília", na página 2 do jornal, às quartas e sábados.

Mantém uma página de política no UOL desde o ano 2000 - com informações estatísticas e analíticas sobre eleições, pesquisas de opinião e partidos políticos. Em 2007/08 recebeu uma fellowship da Fundação Nieman, na Universidade Harvard (Cambridge, MA, nos Estados Unidos).

Regras de uso

Busca
Neste blog Na Web

Histórico